20 de fevereiro de 2011

Começando e acabando o tricot

O encontro foi muito agradável e até já criámos um grupo no Facebook para nos irmos mantendo actualizadas. O 2º encontro já está marcado, dia 19 de Março, e será na Casa da Esquina uma vez que eles próprios já iam marcar por lá um encontro. 

A Susana trouxe um gorro que terminou lá, a Marta as suas meias, a Teresa uma mantinha de bébé em ponto mousse, a Bárbara uma camisola e a Luísa uns paninhos que vai bordar e depois juntar em patchwork. Aqui a newbie só levou material e algo iniciado há muitos meses atrás com 3 carreirinhas, que nunca mais lhe toquei. Ainda fiz mais um pouco, mas as malhas estão muito apertadas e decidi que quero começar um novo projecto, com agulhas circulares (e a estreia nas sem barbela! :| será que já consigo? Da última vez não me dei muito bem com elas...). Preciso é de ir comprar o material, claro que a melhor loja é na baixa e agora só consigo isso daqui a 2 sábados... não adoraram o horário laboral que não dá para ir a lado nenhum a horas decentes? :)

Bem, mas pelo eu conclui depois do encontro e andar pela web a ver esquemas, vai ser complicado eu fazer algo mais que meia, liga e tudo a direito. Posso até tentar uma mudança de cor na lã, mas... Vai ter de ser com vídeos na net e afins, porque no encontro é complicado, é uma coisa de momento, e só poderei tirar dúvidas muito específicas e se estiver naquele ponto do trabalho, ninguém me vai ensinar mesmo à séria, ninguém vai estar sempre junto a mim "every step of the way", portanto, das 3, uma: ou arranjo workshops de tricot, que não estão a haver e quando há é do básico, ou aprendo em vídeos na net, ou continuo na minha liga, meia e a direito e não faço mais nada, e acho que é mesmo a 3ª coisa que vai acontecer. Eu não percebo nada dos esquemas escritos, e esquemas com 2 ou 3 fotos também é para esquecer, e para quê me chatear muito com algo que me frustrará se posso passar para outra técnica qualquer?...

10 comments:

Rita disse...

pois..eu até gostava de aprender mas por si só é uma técnica algo complicada. Acho que me fico pelo meu básico mas bonito ponto cruz :D
Mas não desistas!!;)

Mary disse...

Tb vou voltar ao ponto cruz, mas acho que vais ter de me relembrar coisas!!

Desistir é relativo :P

Marta disse...

Começa pelo início, pelo fácil, bem devagarinho, aceitando os erros, até apanhares o jeito mesmo à liga e meia, e pouco a pouco. Ninguém nasceu aprendido, e tudo custa... é a dor do crescimento! (posso mostrar-te a quantidade de "lixo" que criei até a minha primeira meia visível!)
Uma laçada de cada vez...
Beijinhos!

Mary disse...

Não tenho muita paciência para insitir demasiado numa coisa, se não dá, não dá :P

Marta disse...

Nunca dá da primeira vez. Só se aprende por tentativa e erro. Se tens outro método, por favor, diz-me! =)

Mary disse...

A minha experiência diz-me o contrário... nas primeiras vezes até foi quando fiz as coisas melhor.. por isso agora quando experimento uma vez e não dá o resultado esperado, tendo a desistir. Até posso tentar 2ª vez mas daí não passo. Não sou uma pessoa persistente nesse aspecto. Se não dá, naõ era para ser. Há tanto para aprender, posso sempre passar para outra coisa e mais tarde voltar a tentar se estiver predisposta.

Mas sei que não és e ninguém deve ser como eu :) esta tb foi a razão do nascimento deste blog ;)

Bárbara disse...

Eu aprendi sozinha, confesso... mas já ajudei por aqui imensas vizinhas, já viciei outras tantas e adorava dar workshops.
Até tinha um marcado para o Quebra-Costas, edição de novembro que acabou por não se realizar por causa do mau tempo.
Estou a tentar arranjar um local, se tiveres alguma ideia diz.
Entretanto, posso-te dozer que o tricot é um exercício de persistÊncia e paciência :)

E entretanto se precisares de ajuda diz:)

beijoca

Mary disse...

Vamos conseguir Bárbara :)Tens mt para nos ensinar! Foste embora cedinho do encontro :(

O problema é que não sei se tenho a paciência necessária que o tricot requer.

Bárbara disse...

;) teve de ser, sabes que tenho os miudos que me limitam um bocado:(
Olha Mary, a experiência diz-e que o tricot nos ensina tanto, mas tanto... eu sou muito impaciente e o tricot é um ótimo exercício!

Vou te dizer o mesmo que disse à Teresa no workshop, tudo deriva da meia e da liga, tudo. Tens de aprender a ler esquemas, a interpretar os símbolos e depois disso já não consegues parar! A sério !

Não desistas!

Mary disse...

Obrigada pela força!! :D

Enviar um comentário

Partilha